Author: Maíra
•09:19
Texto de Louise Hay.


"O corpo que podemos ver e tocar não consegue nos conduzir para dentro do Ser. Mas esse corpo visível e palpável é só uma casca, ou melhor, uma percepção limitada e distorcida de uma realidade mais profunda. Em nosso estado natural de conexão com o Ser, essa realidade mais profunda pode ser sentida, a cada momento, como o corpo interior invisível, que é a presença viva dentro de nós. Portanto, "habitar o corpo" é sentir o corpo bem lá no fundo, de modo a sentir a vida dentro dele e, assim, perceber que somos algo mais além da forma exterior. "

ECKHART TOLLE



Embora muitas pessoas me vejam como alguém com o poder de curar os outros, eu não curo ninguém.

Meu trabalho é ajudar as pessoas a compreenderem como seus pensamentos criam, constantemente, suas próprias experiências de vida - todas elas, tanto as boas quanto as que chamamos de más experiências.

Nossos pensamentos podem, estar contri­buindo para o bem-estar ou para o mal-estar de nossos corpos.

Não queremos ficar doentes e, no entanto, podemos aprender com cada doença que contraímos.

É a maneira que nossos corpos encon­tram para nos dizerem que estamos com uma idéia errada, com uma percepção falsa, e que precisamos mudar nossa forma de pensar.

Cada doença é uma lição que precisamos aprender.

Por favor, não fique só reclamando: "quero me livrar desta doença."

Isso não vai trazer a cura que você deseja e você não vai aprender a lição de que necessita.

Não se coloque também numa atitude defensiva, como se a doença fosse uma espécie de acusação. Não se trata de condenar nem de sentir nenhuma culpa.

Tanto na doença quanto em qual­quer situação de vida, o importante é observar o que está acon­tecendo conosco para entender o que precisa ser libertado e trans­formado.

Toda doença é resistência e essa resistência é causada por uma acumulação de experiências ruins. Agora é hora de se limpar desse lixo (raiva, ciúmes, apegos, traumas, tristezas, ressentimentos, magoas, dor, ódios, preocupação...) e entregar tudo para o universo... o universo irá reciclar esse lixo todo , ele sabe fazer isso... transformar é se libertar... dessas velhas historias, do medo, da dor... e escolher o amor.

Então eu lhe digo: é hora de se curar, de tornar sua vida e seu corpo íntegros, que significa que você deseja investir na sua saúde. Eu sei que você tem, dentro de si, tudo de que precisa para conseguir isso.

Quando você começar a compreender o processo que leva à saúde ou à doença, será capaz de assumir o controle consciente das mudanças que deseja fazer.

É um processo muito emocionante que vai se tornar uma das aventuras mais felizes da sua vida.

Acredito que existe um centro de sabedoria dentro de cada um de nós e que, quando estamos prontos para fazer mudanças positivas, atraímos o que é necessário para nos ajudar.

O corpo é um espelho das nossas crenças e dos nossos pen­samentos mais íntimos.

O corpo está sempre conversando conosco.

É preciso aprender a escutar o que ele tem a dizer.

Cada célula reage a cada pensamento seu, a cada palavra que você pronuncia.

Por isso, se prolongamos durante muito tempo determinadas formas de pensar e de falar, elas irão produzir comportamentos e posturas corporais, assim como um maior ou menor bem-estar.

Suas palavras e pensamentos contribuem para sua saúde ou sua doença.

Louise Hay


"Eu tenho a proteção do amor divino.
Não há nada a temer, NÃO HÁ NENHUMA PRESSÃO.
Estou em segurança .
O amor É A LUZ QUE ILUMINA MINHA vida.
Eu me alimento desse sentimento,
E vivo nesse momento , essa emoção,
DEIXO O PASSADO PARA trás, e sigo rumo ao novo,
ao mais doce, ao mais belo, ao mais agradável, ao mais calmo,
ao mais livre, ao mais bonito.
Estou cercado de tranqüilidade, DE AMOR e DE paz.
Tudo está bem."


Suas palavras e pensamentos constroem sua saúde ou sua doença, sua tristeza ou sua alegria. Escolha, amado, ser fora, quem você é dentro.

Eu agora torno minha vida, uma vida fácil, alegre, e divertida.
Porque esse é quem Eu Sou, e É assim que eu me sinto.
Tudo está bem em meu mundo, pois sou inundado pela paz e a harmonia divina.
Porque esse é quem Eu Sou, e, É assim que eu me sinto.
Sou um oceano de amor e alegria.

This entry was posted on 09:19 and is filed under , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

3 comentários:

On 23 de setembro de 2009 12:49 , Cláudia Ramalho disse...

OI, Maíra!
Que bom saber de vc.
Vim te visitar e já vou listando seu blog no meu blogroll pra acompanhar suas atualizações.
Um cheiro.

 
On 24 de setembro de 2009 12:27 , Cláudia Ramalho disse...

OI, Maíra!!!!!
Que bom vê-la no meu blog!
Estou mesmo numa boa fase. Minhas artes têm funcionado como uma terapia ocupacional... kkkk
Sou meio hiperativa, como vc sabe. Ainda não aprendi a descansar, mas estou tentanto desacelerar.
Principalmente porque me descobri com hipotireoidismo, Que ironia, não é?

Vc é enxerida, mesmo, hein? Com galeria e tudo? Eu ainda não fiz a minha, embora tenha mais de centenas de LOs prontos. Como vc fez para fazer a sua? É muito complicado? E a questão dos créditos? Tenho Los tão antigos que nem lembro que kits usei.
Seus trabalhos estão lindos. Parabéns!

Me deu uma saudade de vc agora, das nossas conversas... rsrs

Um cheiro.

 
On 6 de novembro de 2009 04:26 , Casa de Catarina - lelê disse...

Vi seu blogroll de uma blogueira que adoro e resolvi te visitar. O tema não podia ser mais proprício, o corpo e como ele reage... esta semana mesmo fiz um post sobre o assunto, perguntando as pessoas se elas atentam aos sinais do corpo, se elas percebem o que acontecem, porque eu ainda tenho muita dificuldade de experimentar isso. Comecei a perceber a relação entre os meus momentos e as minhas reações depois da terapia. Mas ainda acho muito difícil vivenciar tudo isso. Com o tempo espero evoluir e me compreender melhor.
Coincidências não existem... é engraçado que vários textos tem chegado à minha mão sobre isso, sobre o corpo ser o nosso templo e como temos que cuidá-lo.
Obrigada pelo texto.
Beijos
lelê

PS> vou seguir os seus posts, ok?